Museu Casa Carlos Gardel

Museu Casa Carlos Gardel

Localizado no tradicional bairro do Abasto, o Museu Carlos Gardel homenageia o cantor de tango mais importante de todos os tempos.

Para isso, conta com diferentes exposições instaladas em sua última residência de Buenos Aires, onde podemos notar a grande importância a nível mundial que o cantor teve. 

A história de um mito

Nascido na França ou no Uruguai e criado no bairro Abasto de Buenos Aires, Carlos Gardel cresceu em um ambiente bastante pobre, que acabaria dando lugar ao tango e à milonga. Com o passar dos anos, a voz privilegiada do “Zorzal Criollo” (Sabiá Crioulo) o transformou no principal embaixador do tango a nível mundial.

Em 1927, Gardel comprou uma casa no bairro do Abasto, onde foi morar com sua mãe. Anos mais tarde o cantor decidiu viajar para a França e, depois da morte de sua mãe, a casa ficou nas mãos do último representante de Gardel.

Depois de funcionar como “A Casa do Tango” durante a década de 1980, em 2003 a casa foi transformada no museu que é atualmente. 

As exposições

A antiga casa de Gardel exibe, hoje em dia, diferentes objetos e documentos relacionados ao universo do famoso cantor.

Em um primeiro momento, o museu pretende situar o visitante na época e realidade de Buenos Aires durante os anos em que viveu o cantor. Posteriormente, recria a vida de Gardel e seu inseparável caminho junto à história do tango. A última parte do museu tenta mostrar a pessoa além do mito.

Gardel é Buenos Aires

Buenos Aires é tango, e o tango está unido irremediavelmente a Gardel. É por isso que, apesar de a visita não valer muito a pena, o museu recebe centenas de visitantes todos os dias.

Nos arredores da casa, tudo lembra o grande artista, desde o nome da estação de metrô até a passagem que tem o seu nome.

Diversos restaurantes e locais de dança próximos também prestam sua especial homenagem a Gardel por meio de suas fachadas frisadas e seus murais, conseguindo manter viva a presença do cantor.

Horário

Segunda, quarta, quinta e sexta, das 11:00 às 18:00 horas.
Sábados, domingos e feriados, das 10:00 às 19:00 horas.
Terça-feira, fechado.

Preço

Adultos: $5.
Quarta-feira: entrada gratuita.

Transporte

Ônibus: linhas 29, 41, 64, 68, 118, 140, 142, 168 e 188.
Metrô (Subte): Carlos Gardel, linha B.

Lugares próximos

Plaza del Congreso (1.9 km)
Recoleta (2 km)
Cemitério da Recoleta (2.1 km)
Museu Nacional de Bellas Artes (2.4 km)
Museu Evita (2.4 km)