Metrô de Buenos Aires (Subte)

O metrô de Buenos Aires, mais conhecido como Subte, foi inaugurado em 1913, tornando-se o primeiro sistema de transporte subterrâneo de todo o hemisfério sul.

Para muitos portenhos, o metrô é a melhor forma de percorrer Buenos Aires e do ponto de vista turístico também é um meio de transporte bastante útil, já que a rede vem sendo ampliada e já chega a lugares onde antes não chegava, como o bairro da Recoleta.

Linhas do Subte de Buenos Aires

Mapa del Subte de Buenos Aires
Mapa del Subte de Buenos Aires

O Subte é formado por 6 linhas e 85 estações. 

  • Linha A (celeste): Plaza de Mayo-San Pedrito.
  • Linha B (vermelha): Leandro N. Alem-Los Incas.
  • Linha C (azul): Retiro-Constitución.
  • Linha D (verde): Catedral-Congreso Tucumán.
  • Linha E (roxa): Bolívar-Plaza de los Virreyes.
  • Linha H (amarela): Las Heras-Hospitales.

Premetro

O Premetro é uma linha de bonde de quase 8 quilômetros de longitude que é administrada como parte da rede de subterrâneos. Algumas das estações estão conectadas com as linhas do subte e o preço das passagens é o mesmo. 

Horário

O funcionamento do Subte de Buenos Aires começa às 5:00 da manhã e finaliza a partir das 22:20, dependendo da linha – as linhas do Premetro deixam de funcionar antes.

Os trens têm uma frequência que varia entre 3 e 8 minutos, dependendo da linha e da hora.

Tarifas

Uma passagem simples do Subte (Subtepass) custa 4,50 pesos e para usar o subte é necessário comprar um Cartão SUBE e carregá-lo. O preço da passagem é reduzido quanto mais vezes você usar. 

Conselhos

Antes de entrar na estação é importante conferir a direção para a qual você deseja ir, já que as plataformas de algumas estações não estão conectadas.

Assim como acontece em outras grandes cidades, é importante ficar atento aos seus pertences ao usar o metrô de Buenos Aires e evitar ficar na porta.